segunda-feira, 26 de abril de 2010

A Internacional Posadista: Socialismo Intergaláctico

.
Através do blogue do Pedro soubem da existência desta curiosa seita: a 4ª Internacional Posadista (ver também aqui). Como o seu nome indica, são seguidores do argentino J. Posadas (1912-1981), quem foi sapateiro e jogador do Estudiantes de La Plata. Sindicalista revolucionário, fijo parte da 4ª Internacional e, a partir da ruptura desta em 1953, duma das facções que a sucederam (a de Michel Pablo). Mas chegou o momento no que, como bom trotskista, se decatou de que estava rodeado de contrarrevolucionários, e optou pola única saída possível: criar a sua própria escissão do movimento. Nascia assim em 1962 outra 4ª Internacional, a qual a partir de 1970 engadiu o apelativo de "Posadista" à sua denominação.
.
O tal Posada devia ser um figura, e a sua Internacional defendia algumas ideias, diriamos, moi do seu tempo. Em plena Guerra Fria, a psicose nuclear e a carreira espacial eram uma parte importante do espírito da época. E Posada deu resposta a estas inquedanças:
.
Convencido da inevitabilidade da guerra nuclear, despois da qual só quedaria em pé média Humanidade, decidiu tomar a iniciativa e avogar decididamente por um ataque nuclear da URSS e a China aos USA, não fosse o demo que os gringos se adiantassem. Traduzo as suas palavras da versão inglesa da Wikipédia (a mais completa): "A guerra nuclear é guerra revolucionária. Danará à Humanidade, mas não destruirá -nem pode- o nível de consciência acadado por ela... a Humanidade passará rapidamente através da guerra nuclear a uma nova sociedade humana - o Socialismo". Dr. Strangelove?
.
O outro grande tema da época era o contacto com civilizações extraterrestres. Isto não eram especulações de frikis, senão algo tomado moi a sério e no que se investírom moitos cartos. Quem tenha dúvidas, que lea "Cosmos" do meu admirado Carl Sagan ou qualquera outra obra sua: o tema estava na agenda, e seguramente com razão. E ante essa eventualidade, Posada aplicava a lógica marxista: se esses seres eram capazes de chegar à Terra, está claro que eram uma civilização mais avançada e, portanto... socialista. Se, por outra banda, ainda não contactaram com nós, podia ser porque não estavam interessados nem no capitalismo nem no socialismo stalinista dominante daquela. Mas a Humanidade devia pedir a sua ajuda para ultrapassar o estado atual das cousas, e usar os seus recursos para chegar ao socialismo. Isto é levar a crítica trotskista ao socialismo num só país a outro nível: a crítica ao socialismo num só planeta. Estas ideias as defendeu num escrito titulado, olho ao dado, "Os óvnis, os processos da matéria e da energia, a ciência e o socialismo". Despois de escrever algo assim um já pode morrer tranquilo.
.
Leo na wiki que cara o final da sua vida (sempre atento ao zeitgeist), Posada incorporara elementos New Age ao seu discurso, como a possibilidade de comunicação entre humanos e golfinhos. O dito, um home do seu tempo.
.
A dia de hoje, o Partido Obrero Revolucionario (Trotskista Posadista) ainda existe na Argentina, e, mira ti, apoia o governo de Cristina Fernández de Kirchner. Tenho que admitir que talvez aí si que se lhes foi um pouco a pinça... ;-)
.

4 comentários:

Anônimo disse...

Tem cara que em vez de fumar maconha, fuma merda. Pra pensar assim...

Anônimo disse...

O posadismo ainda é avançado demais para a humanidade:
http://www.amazon.com.br/Sexo-drogas-Balalaika-Livro-desventuras-ebook/dp/B00EOFHPSC

Jorge Gomes disse...

Em que idioma está escrito esse artigo?

Alexandre disse...

Está escrito em galego-português, com uma grafia reintegracionista.